06/11/2012 22:27

Gabriel o Pensador é rapper e escritor brasileiro

Da Redação
OsPaparazzi
Gabriel o Pensador é um artista brasileiro, famoso por criar letras marcantes para suas músicas como Até Quando?, Cachimbo da Paz, 2345meia78, Solitario Surfista, Linhas Tortas entre tantas outras. Como um compositor nato, várias frases de Gabriel Pensador circulam pela internet. Gabriel o Pensador já ganhou o Prêmio da Música Brasileira, Prêmio Multishow, Prêmio Jabuti, entre outros. Conheça a biografia do músico, escritor, compositor e rapper Gabriel o Pensador:

Gabriel o Pensador Biografia
Gabriel o Pensador é convidado a escrever um livro sobre o espírito esportivo

Seu nome de batismo é Gabriel Contino, mas com nome artístico Gabriel o Pensador, nascido no dia 04 de março de 1974, na cidade maravilhosa, o Rio de Janeiro, no bairro Vila Isabel, zona Norte. Sua mãe passou por uma gravidez de risco e seu nome era para ser Pablo, mas sua mãe, Belisa Ribeiro, mudou de ideia ao ler o livro Cem Anos de Solidão de Gabriel García Márquez.

Quando Gabriel tinha seis meses de idade, seus pais se separam e ele acabou sendo criado com a mãe, o nome de sei pai é Miguel Contino. Gabriel tem apenas um irmão materno, Tiago Mocotó, e ele possui descendência italiana, portuguesa, espanhola e gaúcha.

O interesse pela música surgiu ainda garoto quando entrou para a banda do colégio Senador Correia. Com seu lado musical despertado só faltou a influencia do ambiente externo para ele descobrir o gosto pelo rap. Quando se mudou para São Conrado, Zona Sul do Rio, onde conheceu a favela e moradores da Rocinha, Gabriel descobriu o hip-hop. Quando Michael Jackson fez sucesso com a música "Thriller", Gabriel conheceu o break, que para ele é "a dança inovadora da cultura hip-hop". Desde então Gabriel começou a conviver em rodas de break e apresentar as músicas que ele traduzia de filmes.

A primeira participação musical de Gabriel foi ao lado do cantor MV Bill, que também se tornou cantor rapper, na coletânea "Tiro inicial", produzida pelo CEAP (Centro de Articulações das Populações Marginalizadas) sendo Ivanir dos Santos o mentor e Mairton Bahia o produtor musical, na década de 1980.

Gabriel o Pensador Biografia
Gabriel o Pensador teve influência do breakdance, grafitti e rap

Gabriel o Pensador se tornou rapper, compositor, escritor e empresário, mas o ponta pé inicial de sua carreira musical aconteceu quando lançou uma fita demo com a música "Tô Feliz (Matei o Presidente)" e pouco tempo depois foi contratado pela gravadora Sony Music, mas segundo Gabriel, não por causa dessa música.

A música "Tô Feliz (Matei o Presidente)" foi censurada após cinco dias do lançamento pelo Ministério da Justiça, de acordo com os dirigentes a letra da música era ofensiva ao Presidente do Brasil, na ocasião Fernando Collor de Mello, bem na época do impeachment em 1992. Mas a música chegou a ser top nas rádios mesmo antes da censura.

Em 1993 Gabriel o Pensador lançou seu primeiro álbum e se tornou um sucesso nas rádios. A primeira faixa desse disco traz a música "Abalando", onde ele faz uma comparação entre música censurada "Tô Feliz (Matei o Presidente)" com a época da ditadura militar, e ainda cita um trecho da canção "Alagados" do álbum "Selvagem" da banda "Paralamas do Sucesso" que critica o capitalismo.

O primeiro disco de Gabriel Pensador vendeu 350 mil cópias, fazendo com que ele ganhasse o 7º Prêmio da Música Brasileira como revelação masculina do ano na categoria pop rock. Intitulado como "Gabriel o Pensador", seu primeiro disco traz dez faixas, com destaque para as músicas "Lôrabúrra", "175 Nada Especial", "Retrato de um Playboy (Juventude Perdida)" e "Lavagem Cerebral".

O segundo trabalho musical de Gabriel o Pensador não atingiu tanto sucesso. O disco "Ainda É só o Começo" de 1995 deu o que falar, foi criticado por educadores e profissionais da área de educação, a música "Estudo Errado" foi o alvo de protestos. Gabriel Pensador se explicou na época: "crítico a forma de aprendizagem. Decora-se e não se aprende". E não foi só isso, a música "FDP³" também foi suprimida, pois ele verberava algumas seitas religiosas, na ocasião ele debateu: estou a falar dessas novas seitas que cobram dinheiro aos crentes... é uma coisa absurda: eles têm programas de televisão, teatros e cinemas e até fazem 'shows' no estádio do Maracanã".

Gabriel o Pensador Biografia
Gabriel o Pensador fez sucesso em Cachimbo da Paz, 2345meia78 e Lôraburra

O disco de Gabriel o Pensador "Ainda É só o Começo" possui treze faixas, alem das músicas "Estudo Errado" e "FDP³", ficaram bem conhecidas as letras "Pão de Cada Dia", "Mentiras do Brasil", "Faça o Diabo Feliz" e "Rabo de Saia", esta última fez Gabriel ganhar o VMB na categoria melhor videoclipe de rap pela segunda vez, a primeira foi com "175 Nada Especial", do primeiro álbum. Mesmo com os protestos, Gabriel não foi impedido de fazer sucesso com o primeiro disco.

Após dois anos, Gabriel o Pensador lança seu terceiro álbum, "Quebra-Cabeça" (1997), com doze faixas sendo as mais famosas "2345meia78", "Cachimbo da Paz" com a participação de Lulu Santos, "+ 1 Dose" com participação especial do "Barão Vermelho", "Festa da Música" e "Eu e a Tábua" com participação de Evandro Mesquita. "Quebra-Cabeça" vendeu cerca de um milhão e meio de cópias.

Em 1998 Gabriel ganhou o Troféu Imprensa como melhor cantor e o Prêmio Multishow de Música Brasileira, e como melhor clipe com a música "Cachimbo da Paz". O sucesso de Gabriel o Pensador atravessou o oceano, em Portugal todos já ouviam suas músicas, até que ele recebeu o convite da banda irlandesa U2 para fazer a abertura da turnê deles no Brasil. Gabriel não chegou a conhecer de perto Bono Vox, o vocalista da banda U2, mas Bono enviou uma carta o chamando de "Anjo Gabriel" e diziam para "voar ao alto, mas manter os pés na Terra".

No próximo ano, Gabriel o Pensador lança um álbum com suas melhores músicas, mas logo prossegue com mais um disco inédito, "Nádegas a Declarar", são onze faixas que o fez conquistar a marca de 200 mil cópias vendidas, o disco de ouro. As canções que estouraram de tocar nas rádios foram "Cachorrada", "Cantão", "Brazuca", Nádegas a Declarar e "Astronauta" que marca sua segunda parceria com o cantor Lulu Santos e "Nâo Dá Pra Ser Feliz" que foi recriada a partir da música "Guerreiro Menino (Um Homem Também Chora)" de Daniel Gonzaga, filho do cantor Gonzaguinha, composição de Gonzaguinha gravada por Raimundo Fagner. A cantora Fernanda Abreu também fez uma participação especial na faixa-título.

Gabriel o Pensador Biografia
Gabriel o Pensador ensinando seu filho a surfar

"Seja Você Mesmo (Mas Não Seja Sempre o Mesmo)" é o quinto álbum de Gabriel o Pensador, lançado em 2011, o disco traz onze canções com destaque para "Se Liga Aí", "Até Quando?" com participação de Digão, guitarrista dos Raimundos, "Tem Alguém Aí?, "Brasa" e "Pega Ladrão!". No mesmo ano Gabriel lança seu primeiro livro, "Diário Noturno", publicado pela Editora Objetiva.

O primeiro livro de Gabriel o Pensador é autobiográfico, "Diário Noturno" traz fotos, poemas, crônicas, curiosidades, fatos que marcaram sua vida, sua experiência como cantor e compositor, a relação familiar e com os fãs. Há também dados escolares do cantor, como redações escolares, reproduzidas do original, contendo notas e observações dos professores.

Em 2002, o livro foi reimpresso pela editora Dom Quixote. O escritor Luis Fernando Verissimo comentou sobre o livro: "Pessoa pensante e artista falante', Gabriel pensa e diz, ao contrário dos que pensam que pensam e produzem ruído. Já era uma raridade musical, agora é uma raridade literária".

Gabriel o Pensador completa dez anos de carreira em 2003 e para comemorar lança um CD e DVD com o show MTV ao Vivo que contém os sucessos "Lôraburra" que acabou ganhando alguns novos versos e uma levada mais funk, "Festa da Música Tupiniquim", "Cachimbo da Paz" e "Até Quando?", alem de músicas novas como a continuação "Retrato de Um Playboy - Parte II", "Mandei Avisar", "Cara Feia" e "Racismo É Burrice" que é uma versão atualizada de "Lavagem Cerebral" do primeiro álbum. O disco também contou com a participação de Lulu Santos em "Astronauta", Ana Lima em "FDP³" e Titãs em "Cara Feia".

Gabriel o Pensador Biografia
Alem de músico, Gabriel participa de projetos sociais ligado as crianças

Ainda em 2003, Gabriel o Pensador lança seu segundo disco compilado, que contém suas melhores músicas, chamado "Tás a Ver: O Melhor de Gabriel o Pensador", lançado exclusivamente em Portugal. O álbum conta com dezesseis faixas sendo apenas uma inédita, "Tás a Ver?", com participação da cantora Adriana Calcanhoto.

O sexto álbum de Gabriel o Pensador é "Cavaleiro Andante", gravado em Nova York e Rio de Janeiro, porem mixado por Troy Hightower. Neste disco Gabriel recria a música "Pais e Filhos" do Legião Urbana, na canção "Palavras Repetidas". Na música "Bossa 9", ele usa partes da canção "Garota de Ipanema" de Tom Jobim e Vinicius de Moraes e utiliza do refrão de "Imunização Racional (Que Beleza)" de Tim Maia em "Rap do Feio".

A canção "Palavras Repetidas" ganhou dois prêmios no VMB de 2005, como melhor videoclipe de pop e melhor fotografia em videoclipe. Já a música "Deixa Rolar", tocou como trilha sonora da novela Malhação da Rede Globo pela décima vez.

"Cavaleiro Andante", o sexto disco de Gabriel possui onze faixas, na qual "Tudo na Mente", "Sem Neurose" e "Sorria" foi em parceria com a banda Detonautas. "Tempestade" e "Tas À Ver?" antes lançada apenas em Portugal foi lançada no Brasil pela primeira vez nesse álbum.

Também em 2005, Gabriel lança seu segundo livro "Um Garoto Chamado Rorbeto" da editora Cosac & Naify e com ilustrações de Daniel Bueno. O livro fala sobre o analfabetismo e aceitação das diferenças. "Um Garoto Chamado Rorbeto" foi lançado em 12 de outubro , dia das crianças, na Fnac Paulista, em São Paulo. Gabriel o Pensador ganhou com esse livro o Prêmio Jabuti, o mais importante da literatura brasileira. E também foi "altamente recomendável" entregue pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), em 2006.

Ainda baseado no livro "Um Garoto Chamado Rorbeto", Gabriel interpretou uma peça de teatro, dirigida por Sura Berditchevsky e a direção musical foi feita por ele e seu irmão Tiago Mocotó e a composição musical por André Gomes.

O primeiro disco infantil de Gabriel o Pensador foi lançado em 2007, no álbum uma nova versão da música "Exttravasa" de Claudia Leitte foi inserida. Mas tarde essa versão foi lançanda no disco Ao Vivo em Copacabana de Claudia Leitte e ainda do álbum ao vivo Cidade do Samba na música "Boca Sem Dente" junto do grupo Fundo de Quintal. Em 2008, Gabriel lança o terceiro álbum de compilação, mas com uma música inédita "Deixa Quieto", a canção foi trilha sonora da novela da Rede Globo, Negócio da China. Em 2009 foi lançado "Meu Pequeno Rubro-Negro" - Edição Especial do Hexa.

Gabriel o Pensador Biografia
Gabriel o Pensador e Ana Lima, sua ex-esposa com quem teve 2 filhos

Em 2010, pela primeira vez Gabriel cantou a música "Nunca Serão" em público, inspirada no filme Tropa de Elite. Depois lançou um vídeo com cenas do filme dirigido por José Padilha no YouTube. A canção "Só Tem Jogador" foi escolhida como trilha sonora do video game simulador de futebol, FIFA 2012, pela Electronic Arts. O filme Assalto ao Banco Central ganhou a canção "Sim Não Indiferente" como trilha em 2011.

Um livro sobre a espírito esportivo será escrito por Gabriel o Pensador, a pedido do Comitê Olímpico Brasileiro com parceria da escritora Laura Malin. Em 2012 Gabriel está produzindo seu sétimo álbum, chamado "Sem Crise". Em parceria com Jorge Ben Jor, Gabriel o Pensador lançou o single "Surfista Solitário", incluso no próximo disco.

Na vida pessoal, Gabriel o Pensador foi casado com a atriz e cantora Ana Lima. Eles se casaram em 1999, Ana Lima chegou a cantar junto com Gabriel em alguns shows, mas o casal se separou de forma amigável após dez anos de casamento. Gabriel e Ana tiveram dois filhos, Tom (em homenagem ao músico Tom Jobim em 2002 e Davi em 2005.

Gostou da matéria? Compartilhe!

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.