24/08/2012 11:47

Confira entrevista com Sacha Baron Cohen, do filme O Ditador

Segundo Sacha, ele prega a liberdade, pois "vivemos em um mundo com medo".

Da Redação
OsPaparazzi
Entrevista com Sacha Baron Cohen
Sacha, do filme O Ditador
O ator Sacha Baron Cohen, do filme O Ditador, concedeu entrevista aos jornalistas brasileiros do jornal Zero Hora, Sacha Baron Cohen que também fez Borat e Bruno, raramente dá entrevistas ou faz aparições como ele mesmo, sem que esteja caracterizado com um de seus personagens.

Mas dessa vez, Sacha falou como ele mesmo, depois de um "Hello, tudo bem?", o ator disse em português: "Você tem lindos bumbuns, pernas e peitos! Eu preciso beijar, você tem uma linda boca agora!" Para quem assistiu Borat e Bruno, não se surpreende em ouvir essas palavras do ator e roteirista Sacha Baron Cohen, que atualmente estreia no filme O Ditador, que será estreado neste final de semana em várias capitais do Brasil.

Em entrevista, falando sobre o personagem General Aladeen, o protagonista de O Ditador, Sacha disse que se inspira em ditadores do Oriente Médio, como o mandatário do Turcomenistão (Gurbanguly Berdimuhamedov), que tem 15 prostitutas à disposição e deixa todos confusos com suas bizarrices sexuais. " A mim interessa muito este tipo de gente, que lida com o poder de uma maneira tão estúpida e tão inconcebível que ultrapassa a fronteira da responsabilidade e vira um caso de humor estapafúrdio".

Sacha foi proibido de comparecer na cerimônia do Oscar 2012, pois estava vestido como General Aladeen, do filme O Ditador, segundo ele, isso é um bom sinal, de que está fazendo o humor no sentido provocativo. "Para falar a verdade, fiquei chocado com a preocupação da Academia de Hollywood. Quando autorizaram minha presença no tapete vermelho, o fizeram sob a condição de me escoltar. Puseram vários policiais na limusine que me conduziu ao Oscar", disse Sacha.

Pergunta-se a Sacha se há limites a serem respeitados no humor, e ele diz: "O importante é deixar claro que se está pregando a liberdade. Vivemos em um mundo com medo, todo mundo teme sair às ruas, interagir com as pessoas. O humor tem de refletir este medo. É claro que há algo de respeitoso que deve se manter, mas quando é necessário para provocar discussões sobre este estado de medo que está impregnado em todos nós, sobre este jeito de viver na contemporaneidade, com tantas invasões no âmbito pessoal, aí se pode ir além".

Sacha Baron Cohen também interpretou o policial de A Invenção de Hugo Cabret (2011), de Martin Scorsese, e não foi lembrado pelo Oscar, mas ele admite: "ganhar prêmios nunca foi minha ambição.. quero é fazer as pessoas rirem, fazê-las se darem conta do ridículo. Ganhar prêmio deve ser uma consequência, não posso trabalhar pensando em ser premiado". E quando perguntam sobre Martin Scorsese, ele diz: "Scorsese é o maior".

Ao final da entrevista, Sacha confiram sua atuação ao interpretar Freddie Mercury na cinebiografia sobre o músico, e confessa estar empolgado, mas diz que o projeto ainda esta em andamento.

E perguntam a Sacha quais são seus próximos alvos e ele diz: Não sei. Alguém do Brasil, quem sabe.
Confira a biografia do ator Sacha Baron Cohen.

Quer ser o primeiro a saber? Curta OsPaparazzi no Facebook!

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.