14/08/2013 09:45

Cristiana Oliveira nega demissão da TV Globo

Jornal fala em quebra de contrato milionário da atriz Cristiana Oliveira; será?

Da Redação
Os Paparazzi
A atriz Cristiana Oliveira negou nesta terça-feira, 13, que tenha sido demitida da TV Globo, conforme informou a coluna Retratos da Vida, do Jornal Extra. Segundo informações da publicação, o contrato milionário de Cristiana Oliveira estaria indo por água abaixo. A última novela da estrela na Globo foi Salve Jorge, da autora Glória Perez. “Rompeu e contrato e está sem emprego neste momento”.

Cristiana Oliveira Encontro com Fátima Bernardes
Cristiana Oliveira no Encontro com Fátima Bernardes

Já a atriz nega a informação. “Estou contratadíssima”, garantiu a estrela em entrevista. A morena não sabe esclarecer ao certo se seu contrato de trabalho com a Globo termina no fim de 2013 ou no fim de 2014. Mas ela garante estar tranquila em relação à renovação do contrato para trabalhar nas novelas da emissora pelos próximos anos. A emissora explica em nota que não comenta contratos de trabalho de seus profissionais.

Cristiana Oliveira estreou na Globo na novela De Corpo e Alma, em 1992. Antes, já brilhava na Rede Manchete com a novela Pantanal. O início da carreira de Cristiana Oliveira foi ao lado de Daniella Perez, filha de Glória Perez. Daniella Perez faria 43 anos de idade em agosto deste ano se estivesse viva. A atriz era muito amiga de Cris.

Aos 49 anos de idade, Cristiana Barbosa da Silva de Oliveira vem se dedicando também ao teatro. Ela está em cartaz no Rio de Janeiro com o espetáculo Feliz por Nada, baseada na obra de Martha Medeiros, com ingressos à venda pela Internet. No cinema, trabalhou nos filmes Os Trapalhões e a Árvore da Juventude, Gatão de Meia Idade e Nossa Senhora de Caravaggio. A última entrevista da atriz em um programa da Globo foi no Encontro com Fátima Bernardes. À época, Cristiana Oliveira admitiu a dificuldade que tem para emagrecer.

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.