06/03/2012 13:20

Filme Billi Pig divide opiniões; leia a crítica

O filme nacional Billi Pig divide opiniões, mas foi a grande aposta do diretor José Eduardo Belmonte; leia crítica do filme

Mariana Guedes
Os Paparazzi
billi_pig
Cena do filme Billi Pig: Marivalda, Wanderley e Padre Roberval
O filme Billi Pig, de José Eduardo Belmonte, estrelado por Grazi Massafera e Selton Mello, veio com a proposta de ser uma comédia leve e de grande apelo popular. O filme segue em cartaz nas salas de cinemas do Brasil nesta terça-feira, 6. Grazi Massafera interpreta Marivalda, uma aspirante a atriz que está frustrada em sua carreira e casamento. Vivendo presa a uma vida totalmente diferente do que sempre sonhou para si, Marivalda tem um fiel companheiro dentro de casa: um porquinho de brinquedo, com quem conversa sobre tudo. Até que um belo dia, o porquinho Billi resolve começar a falar e dar conselhos a sua "dona". Billi aconselha Marivalda a deixar seu marido, Wanderley, interpretado por Selton Mello, pois ela está totalmente infeliz com a relação.

Wanderley, que é dono de uma seguradora no subúrbio do Rio de Janeiro, é um homem sem forças e chega a ser depressivo em alguns momentos. O corretor de seguros passa por um momento delicado já que não consegue satisfazer sua esposa e vê que sua relação com a bela está indo por água abaixo. É aí que nos deparamos com uma figura um tanto quanto típica e batida nos filmes brasileiros: o picareta!

Quando Wanderley descobre que a filha de um dos maiores traficantes do Rio de Janeiro sofreu um acidente ele resolve pedir ajuda do Padre do bairro (Milton Gonçalves) para fazer o impossível: ressuscitar a acidentada. O padre é um picareta que se junta com Wanderley, outro picareta, para tentar dar o golpe no traficante e os dois conseguirem o que querem: se dar bem na vida!

As críticas do filme "Billi Pig" se dividiram bastante; há quem diga que o filme foi superficial, há quem diga que faltou comédia, há quem diga que alcançou o objetivo de ser uma comédia daquelas para assistir com toda a família. A grande verdade é que o filme é muito bom, sim, porém no decorrer da história o autor se perde um pouco e deixa o roteiro solto, tentando alcançar muitos alvos e não alcançando nenhum.

É fato que o filme arranca boas risadas de seus espectadores, porém não consegue ter um objetivo claro, se tornando uma loucura que mistura realidade com ilusão, já que existe um porco de brinquedo falante na trama. Outro problema do longa é que ele demora a mostrar quem é o personagem principal na história toda; mais de quinze minutos depois de projeção é que fica claro quem é o protagonista. O filme tem alguns momentos inesperados, como um número musical dentro de um boteco e um grande pagode comandado por Arlindo Cruz, regado a muita feijoada. Um fato que desagradou a muitos é que a trilha sonora de Billi Pig não se encontra com o filme em momento nenhum!

Mesmo dividindo opiniões, o "Billi Pig", de Selton Mello e Grazi Massafera, é indiscutivelmente uma comédia que consegue mostrar várias facetas do ser humano na hora do desespero, uma vez que todos os personagens da trama têm conflitos intensos para resolver. Vale a pena assistir e dar boas risadas com as tempestuosas situações vividas no longa. OsPaparazzi destacou reportagem sobre a estreia de Billi Pig.

Quer ser o primeiro a saber? Curta OsPaparazzi no Facebook!

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.