06/03/2013 15:25

Jô Soares entrevista Wagner Moura sobre A Busca

Ator Wagner Moura dá entrevista ao Programa do Jô e fala sobre o novo filme 'A Busca'

Giovana Oliveira
OsPaparazzi
O ator Wagner Moura concedeu entrevista ao apresentador Jô Soares, no Programa do Jô, da Rede Globo. Wagner Moura falou a respeito do filme "A Busca", que terá sua estreia no dia 15 de março nos cinemas, e está contando com um elenco de peso, como Brás Antunes, Mariana Lima e Lima Duarte. A respeito do filme, Wagner Moura afirmou que tinha muito medo de trabalhar com Lima Duarte, já que queria que ele gostasse de seu trabalho e que no começo das gravações ficou muito nervoso.

Wagner Moura e Jô Soares
Jô Soares entrevista o ator Wagner Moura

Na entrevista com Jô Soares nesta terça-feira, 5, Wagner Moura falou que o enredo do filme A Busca é encantador e que conseguiu mexer muito com ele pelo fato de abordar o relacionamento entre pai e filho. Depois de ter se tornado pai, o ator revela se sentir mais emotivo quando o assunto é relacionado as crianças. Wagner Moura tem dois filhos, Bem e Salvador, fruto de seu casamento com a fotógrafa Sandra Delgado.

Descontraído, Wagner Moura conseguiu arrancar risadas de Jô Soares e da plateia depois de fazer uma imitação de Silvio Santos, dizendo que ele e o colega Lázaro Ramos são considerados os piores imitadores da América Latina.

O ator apresentou um trecho do filme "A Busca" onde contracena com Lázaro Ramos, Taís Araújo, Adriana Esteves e Vladimir Brichta, onde aparecem fazendo uma viagem para a Argentina e informou que outras partes ele não poderia mostrar, já que todos devem ir ao cinema para assistirem.

Wagner Moura, que tem 36 anos, conseguiu deixar de lado o personagem de Capitão Nascimento, que carrega desde que participou do filme Tropa de Elite, em 2007 e 2010. Agora ele interpreta um médico controlador que é recém-separado e que precisa botar o pé na estrada em busca de seu filho que está desaparecido.

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.