20/08/2010 09:55

Entrevista com a estrela do basquete de São José dos Campos

Conheça a história do principal nome do basquete joseense, o armador Fúlvio

Danilo Sardinha
Os Paparazzi
A última temporada do basquete de São José dos Campos ficará gravada na memória do torcedor joseense. O título de campeão paulista (conquistado após 28 anos de jejum), o troféu dos Jogos Abertos Brasileiros e a chegada às quartas-de-final do NBB (Novo Basquete Brasil) foram os feitos de uma geração que reacendeu a paixão dos moradores da cidade pelo esporte.

Fúlvio merece vaga na seleção brasileira? Comente abaixo!
Fúlvio merece vaga na seleção brasileira? Comente abaixo!


Um dos responsáveis por essa ascensão, e principal estrela da equipe, é o armador Fúlvio, de 28 anos. Com saudades da torcida, ele sabe bem o que vai voltar a escutar nesta temporada: "Fúlvio, é seleção; Fúlvio, é seleção!" - trata-se do grito de guerra de incentivo dos joseenses ao armador.

No Campeonato Nacional, o atleta foi o cestinha do time (média de 13,9 pontos) e obteve média de oito assistências por partida, a segunda melhor dentre todos os que disputaram a Liga. Como recompensa, conquistou o título de melhor jogador da posição no torneio.

Armador é a principal aposta do basquete de São José
Armador é a principal aposta do basquete de São José


O prêmio é um reflexo da paixão de Fúlvio pelo esporte. Desde criança, fazia arremessos na cesta do “Nosso Clube”, em Limeira (SP), onde se encontrava com amigos para jogar basquete. O seu principal companheiro de diversão era o irmão mais velho, Flávio Chiantia, que também adorava o jogo. “A diferença de idade entre eu e meu irmão é de um ano e meio. Então, fazíamos tudo junto. Quando a gente chegava da escola, ficávamos brincando com a cestinha que tinha colada no armário do meu quarto”, relembra.

A brincadeira, até então, era despretensiosa. Fúlvio não pensava em seguir a profissão no futuro. Por isso, o destino se incumbiu desse papel. Em 1999, quando tinha entre 17 e 18 anos, teve a oportunidade de disputar o Campeonato Paulista pelo Club Athlético Paulistano (SP). As suas boas atuações abriram portas em outras equipes, como do Uberlândia (MG), do Franca (SP) e do Mogi das Cruzes (SP).

Fúlvio deu os primeiros arremessos em Limeira (SP)
Fúlvio deu os primeiros arremessos em Limeira (SP)


Desse último, Fúlvio guarda boas lembranças. Quando disputou o Campeonato Paulista de 2003, foi eleito o melhor armador do torneio e conseguiu a primeira convocação para a Seleção Brasileira de Basquete. Um momento inesquecível:

“Fiquei muito feliz. Lembro que liguei para todo mundo para contar a novidade.”

Pelo Brasil, o jogador já disputou o 41º Campeonato Sul-Americano, em 2004, e o Torneio Pré-Olímpico Mundial de 2008. No último mês, foi campeão do 44º Campeonato Sul-Americana na Colômbia.

Experiência no exterior


A carreira de Fúlvio não se restringe somente ao território brasileiro. Em 2007, foi contratado pelo Trotamundos de Carabobo, da Venezuela. A passagem pelo clube venezuelano, entretanto, foi curta. Por considerar que o esporte era praticado de forma “peladeira” no país, decidiu mudar de ares.

E bons ventos o levaram para a Europa. Dentre 2008 e 2009, defendeu o Roseto (Itália) e o Granada (Espanha). Um período de muito aprendizado e marcante para o jogador.

“Na Itália e na Espanha, os jogos são fortes e muito técnicos. Aprendi muito jogando lá. Gostei bastante de jogar no basquete espanhol pela estrutura do time e pela organização do campeonato. Apesar de ter ficado pouco tempo, foi uma experiência fantástica.”

Fúlvio vem aí! Pode comemorar, torcedor
Fúlvio vem aí! Pode comemorar, torcedor


O atleta não tinha pretensão de deixar tão cedo a Europa. Mas, como teve problemas com alguns agentes, decidiu que a melhor opção para sua carreira era retornar ao Brasil, onde ele diz estar com uma melhor organização e mais visibilidade do que em anos anteriores.

Temporada 2009/2010


Fúlvio foi a última contratação da A.E. São José/Unimed/Vinac para disputar a temporada 2009/2010. A repatriação do jogador foi repercutida pela imprensa nacional como um grande reforço para o time joseense. E, dentro das quadras, ele correspondeu às expectativas.

Pelo Campeonato Paulista, foi o atleta que mais deu assistências na competição. Ao total, foram 211 (média de 7,54 por partida). No NBB, além da segunda melhor média de assistências e o título de melhor armador do campeonato, obteve o melhor índice de eficiência dentre os jogadores do São José. Dos 33 jogos que disputou, a média foi de 19,06.

Para Fúlvio, esses números não são conquistas individuais. O jogador ressalta a união e a solidariedade dos companheiros para ter atingido essas marcas. “Tudo aconteceu naturalmente. Por causa das lesões de alguns jogadores, acabei ficando sobrecarregado e tive maior destaque. Tivemos um bom rendimento porque o grupo era unido e feliz.”

A identificação com o clube e com a cidade foram fatores importantes para Fúlvio renovar o contrato com a equipe do Vale do Paraíba e rejeitar propostas do exterior. O atleta promete empenho para conquistar mais títulos aos joseenses nesta nova temporada. Com isso, alcançará uma meta pessoal: a de ser feliz!

FICHA TÉCNICA

Nome: Fúlvio Chiantia de Assis
Nascimento: 15/08/1981 (28 anos), em São Paulo
Altura: 1,85 m
Peso: 85 kg
Clubes que atuou: Paulistano (SP), Uberlândia (MG), Casa Branca (SP), Franca (SP), Corinthians/Mogi das Cruzes (SP), COC/Ribeirão Preto (SP), Universo (DF), Assis (SP), Trotamundos de Carabobo (VEN), Pallacanestro Roseto (ITA), C.B. Granada (ESP) e A.E. São José/Unimed/Vinac (SP).

Jogador recusou proposta para deixar o São José 'por causa da esposa'


Estrela do esporte de São José e do Brasil
Estrela do esporte de São José e do Brasil

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.