01/12/2010 00:00

Bonitinha, Mas Ordinária

Da Redação
Os Paparazzi
Bonitinha, Mas Ordinária (2009) é a terceira versão para o cinema da obra de Nélson Rodrigues. "Bonitinha, Mas Ordinária" estreou na telona em 1964, com direção de J. P. Carvalho e com elenco com Jece Valadão e Odete Lara. A segunda versão de "Bonitinha, Mas Ordinária" (ou Otto Lara Resende) veio em 1981, com direção de Braz Chediak e com elenco com Lucélia Santos, José Wilker, Vera Fischer e Xuxa Lopes.

A terceira versão de "Bonitinha, Mas Ordinária", em 2009, tem direção e roteiro de Moacyr Góes. Uma curiosidade sobre o filme é que essa é a única peça com final feliz em toda obra do consagrado Nelson Rodrigues.

"Bonitinha, Mas Ordinária" conta a história de Edgard, um jovem pobre que é namorado de Ritinha. Ritinha é professora e trabalha muito para sustentar a mãe, louca, e suas três irmãs. Ritinha é uma batalhadora. Já Edgard é um simples peão de fábrica. Edgard trabalha para o Dr. Werneck. Peixoto, genro de Werneck, faz uma proposta indecente para Edgard: quer se casar com a filha do patrão Werneck? O patrão quer ver sua filha casada, pois ela não é mais virgem e precisa de um noivo urgentemente.

Mas e aí? O que fará o pobre Edgard? Ficar com a professora batalhadora Ritinha? Ou se casar com a filha do patrão? "O mineiro só é solidário no câncer", frase de Otto Lara Resende, é a ideia de Edgard. Significa que o homem somente é solidário numa situação extrema. No cotidiano é um salve-se quem puder, uma luta selvagem para escapar da desgraça. Será que Edgard escolhe a filha da patroa? "Se Deus não existe, tudo é permitido".

No elenco de "Bonitinha, Mas Ordinária" estão João Miguel, Leandra Leal, Letícia Colin, Gracindo Junior, Ângela Leal, André Valli, Leon Góes, Ligia Cortez, Giselle Lima, Alcemar Vieira, Guilherme Linhares e Val Perré.


Fique por dentro das últimas do cinema nacional! É só Curtir OsPaparazzi

Imagens do filme "Bonitinha, Mas Ordinária"

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.