10/11/2010 16:00

Meu nome não é Johnny

Da Redação
Os Paparazzi
Meu Nome Não é Johnny (2008) é um filme baseado em fatos reais, contando a história de João Guilherme Estrella (interpretado por Selton Mello). O filme tem direção de Mauro Lima, sendo baseado no livro do jornalista Guilherme Fiúza, que escreveu “Meu Nome Não é Johnny”.

Com elenco global e investimento de super-produção (orçamento de R$ 6 milhões), Meu Nome Não é Johnny ganhou destaque no cenário nacional, tendo recebido diversos prêmios. No elenco, nomes como Cléo Pires, Júlia Lemmertz e Cássia Kiss.
Meu Nome Não é Johnny conta a história de João Estrella, que nasceu em uma família de classe média do Rio de Janeiro. João frequentou as melhores escolas e teve toda estrutura necessária para ser um homem maduro e respeitado. Mas ele abusou. João sempre foi um rapaz alegre, comunicativo e com facilidade para fazer amigos.

Até que ele começou a entrar em um mundo perigoso. João experimentou um cigarro aqui, uma maconha ali, e logo já estaria mergulhado na cocaína. A facilidade para se comunicar com as pessoas o levou de maneira “natural” para o mundo do tráfico de drogas. Logo João Guilherme Estrella já não era mais um simples consumidor de drogas, e sim um dos maiores traficantes do Rio de Janeiro.

Foi preso em 1995. Passou a frenquentar o cotidiano do sistema carcerário brasileiro. Foi transferido para o Manicômio Judiciário, onde cumpriu pena de 2 anos de reclusão. Seu desafio era provar para a juíza Marilena Soares, que não era um chefe de quadrilha, mas sim um jovem que não conhecera limites, e merecia uma segunda chance. A história de João Guilherme Estrella revela sonhos e dramas comuns a toda juventude.

O drama tem duração de 128 minutos. Tem roteiro de Mariza Leão e Mauro Lima. E o consagrado Guel Arraes aparece como produtor associado.

Fique por dentro das últimas do cinema nacional! É só Curtir OsPaparazzi

Vídeo

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.