20/10/2012 09:32

Autores mudam final de Avenida Brasil

O que você achou do final de Avenida Brasil, hein? Carminha matou Max!

Da Redação
Os Paparazzi
Uma lista de autores mudou o verdadeiro final da novela Avenida Brasil, da Rede Globo, em entrevista à reportagem do jornal Folha de SP. O último capítulo de Avenida Brasil foi exibido nesta sexta-feira, 19 de outubro, com grande expectativa. O Brasil parou para acompanhar o duelo Nina (Débora Falabella) x Carminha (Adriana Esteves) em Avenida Brasil. Mas o que você achou do último capítulo?

Gostou do final de Avenida Brasil, comandada por João Emanuel Carneiro?

Nina x Carminha Avenida Brasil
Nina x Carminha em Avenida Brasil

Boatos diziam que Ivana acabaria com a vilã Carminha no último capítulo de Avenida Brasil. Nada disso.

Em bares e restaurantes espalhados pelo Brasil, fãs fizeram até bolão: quem matou Max (Marcello Novaes) afinal? OsPaparazzi apresentou a lista com os 12 suspeitos contra Max em Avenida Brasil. Mas quem o matou, na verdade, foi Carminha.

Mas que tal curtirmos finais diferentes da novela, hein? Confira as opiniões de diferentes autores: Na opinião do cineasta José Joffily, numa cajadada, Begônia se vinga de Max e ainda salva a irmã Nina. A loirinha salvaria a pele da irmã no último capítulo de Avenida Brasil? O novelista Tiago Santiago opinou sobre o verdadeiro final da novela: Santiago elimina Max por causa de seu ciúme da filha, Carminha. Tem mais: na opinião do escritor Marcelino Freire, Ágata acaba com os pais, Carminha e Max, por causa de maus-tratos.

Oi, oi, oi... na opinião do dramaturgo Lucciano Mazaz, o final de Avenida Brasil seria assim: Traída e humilhada por Max, Ivana decide acabar com o marido no último capítulo da novela Avenida Brasil. Apesar das opiniões, quem assina embaixo é João Emanuel Carneiro. E ele foi brilhante!

OsPaparazzi segue destacando o final da novela Avenida Brasil. Aqui, que venha Salve Jorge.

Gostou da matéria? Compartilhe!

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.