19/10/2012 13:14

Avenida Brasil: fãs perdoam vilã Carminha

Pesquisa Ibope inédita aponta que telespectador quer vida longa para a vilã da novela da TV Globo

Da Redação
Os Paparazzi
Carminha Adriana Esteves Avenida Brasil
Carminha merece perdão? (Foto: TV Globo)
Uma pesquisa inédita do Ibope revelada nesta sexta-feira, 19, mostra que os fãs da novela Avenida Brasil perdoaram a vilã Carminha (Adriana Esteves), estrela da novela da Rede Globo. O último capítulo de Avenida Brasil revela qual é o final de Carminha na novela. Mas, se tudo dependesse dos telespectadores, Carminha teria vida longa na televisão.

Somente 4,2% dos fãs torcem para que Carminha se dê mal no último capítulo de Avenida Brasil. A pesquisa foi realizada com 4437 pessoas, fãs da novela Avenida Brasil. O final da novela mais escolhido pelo público foi o seguinte: que Carminha volte para o lixão e fique abandonada, com 23% dos votos. Já 9% do público fã da novela de João Emanuel Carneiro quer que Carminha encontre outro Tufão (Murilo Benício) para enganar.

O nível de aprovação da vilã de Avenida Brasil é maior entre a classe A: 12% querem que Carminha tenha um final feliz no último capítulo de Avenida Brasil. Os homens também torcem mais pela felicidade de Carminha no último capítulo de Avenida Brasil: 10% dos homens entrevistados pelo Ibope esperam que a loira tenha um final feliz na novela da Rede Globo. Mas e você? Qual será o verdadeiro final de Avenida Brasil na sua opinião?

OsPaparazzi apontou a lista com os 12 suspeitos contra Max (Marcello Novaes) em Avenida Brasil.

Mas como será o final de Nina (Débora Falabella)? O Brasil para nesta sexta-feira, 19 de outubro, para acompanhar o último capítulo da novela de João Emanuel Carneiro. Uma lista de bares e restaurantes devem transmitir a novela ao vivo para os fãs da trama.

Dizem que Ivana vai acabar com Carminha no último capítulo de Avenida Brasil. Será mesmo?

Gostou da matéria? Compartilhe!

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.