12/09/2017 09:09

A Ver Estrelas: teatro para criança sonhar

Espetáculo “A Ver Estrelas”, do SESI, chega a São José; veja crítica da obra de João Falcão

Pais, Mães e Filhos
Teatro para crianças
O espetáculo “A Ver Estrelas” é uma ótima opção de teatro infantil para crianças. Na verdade trata-se de um show para crianças e adultos, ou seja, para toda a família. “A Ver Estrelas”, que passou pelo Teatro Sesi, em São José dos Campos, conta a história de Jonas, um rapaz simples que se contenta em ver as estrelas pela janela, sem abandonar a sua rotina.

A Ver Estrelas teatro Joao Falcao
Espetáculo de João Falcão

Nosso protagonista Jonas viaja pelos sonhos e descobre um mundo novo. Num misto de realidade e fantasia, ele salta para fora de casa e também para dentro de si. A experiência o coloca em situações que lhe dão a oportunidade de sair de sua “rotina” e se permitir descobrir como aproveitar melhor os seus dias: Jonas precisa escolher entre navegar ou ficar a ver estrelas.

O drama infanto-juvenil tem duração de 50 minutos. As crianças aprendem a seguinte mensagem: vou ficar aqui, em meu quarto, somente a ver estrelas, ou eu vou navegar e sair por aí para encontrar novas aventuras?

“A Ver Estrelas” tem texto de João Falcão. Texto impecável. E o elenco também é fantástico: com Alexandre Manchini Jr., Beta Cunha, Henrique Nerys, Marina Rico e Cibele Sampaio. Veja abaixo o prólogo da apresentação do teatro:

Prólogo musical: Jonas é um garoto quieto/ Um pacato cidadão/ Que leva uma vida tranquila/ Na vila da solidão/ É amigo de todos/ Íntimo de nenhum/ Não gosta de ir a festas/ Detesta zum-zum-zum.
Todo dia Jonas levanta/ Um pouquinho depois do sol/ Pula da cama, forra a cama/ Estica o seu lençol/ Então vai ao chuveiro/ Escova os dentes/ E depois com um espelho em frente/ Passa um pente no cabelo.
Oh, Jonas, Oh, Jonas!/ Todo dia quase tudo igual.
Todo dia de hoje, de Jonas/ É igual ao de amanhã/ O mesmo leite, o pão com ovo,/ O mesmo colete de lã/ É sempre o mesmo Jonas/Tomando o seu café/ Saindo pro trabalho/ Caminhando a pé.
Bom dia! Bom dia, Jonas (Jonas pela rua.) / Bom dia, Jonas! (Jonas na fila do trem.) / Bom dia! Bom dia, Jonas! (No elevador.) / Bom dia, Jonas! Bom dia! (Na máquina de escrever.)
Oh, Jonas, Oh, Jonas!/ Todo dia quase tudo igual.
Mais um dia acaba/ E Jonas volta pro seu lar/Apaga a luz do quarto/ Está na hora de deitar/ Mas o que ninguém sabe/ É que antes de dormir/ Ele abre a janela e fica horas ali
A imaginar, navegar, navegar, navegar...
É que no fundo/ Do coração de Jonas/ Bate uma paixão/ Do tamanho de uma baleia/ E enquanto o seu olhar/ Se ocupa a ver estrelas/O coração de Jonas se põe a navegar.
Oh, Jonas, Oh, Jonas!/ Todo dia quase tudo igual.
Ao final, todos os personagens repetem:
Agora me diga o que é melhor: navegar ou ficar a ver estrelas? Agora me diga o que é melhor: navegar ou ficar a ver estrelas?
Eu prefiro navegar. E vocês?

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.