27/06/2012 12:51

Adestrar Gatos: conheçam as técnicas básicas de adestramento

Saiba como educar seu gato de maneira eficiente e acabe com o tabu de que gatos não podem ser ensinados ou treinados

Da Redação
OsPaparazzi
Muita gente acha impossível treinar gatos. Ao contrário do que ocorre com os cães, não há gatos atuando na polícia, raças velozes como os galgos, gatos puxando trenós ou pastoreando ovelhas, como os cachorros da raça Border Collie, mas esses animais inteligentes podem e devem ser treinados.

Dicas de adestramento para os gatos: de temperamento bem mais independente do que os cachorros, os gatos não têm o menor interesse em fazer algo só para ouvir elogios das pessoas. Individualistas, os bichanos querem recompensas materiais em troca de aprender alguma coisa. Isso significa "comida". Não estou recomendando que você deixe de alimentar o animal até ele aprender bem uma determinada coisa, e sim que utilize guloseimas adequadas além das meras porções de ração habitual.

Para mantê-lo motivado, tenha um estoque de petiscos de salmão até iscas de peixe desidratadas. Alguns gatos podem não ser muito comilões. Se o seu for assim, experimente recompensá-lo com brinquedos e brincadeiras conjuntas.

O treinamento deve começar assim que o seu gato bebê chegar em casa. Acostume-o com rotinas fixas no cotidiano e tente alimentá-lo, limpá-lo e fazer sessões de treinamento em horários diurnos regulares.

Adestrar Gatos: conheçam as técnicas básicas de adestramento
O adestramento em gatos é sim eficaz e cada vez mais os donos estão educando seus bichanos

Ao iniciar o treinamento com o gato, lembre-se de que o método adotado depende muito da personalidade do gato. De início, sua meta é acostumar o gatinho a brincar com você e a interagir com as pessoas: tudo deve ser muito divertido. É muito importante também conheçer a linguagem corparal dos gatos.

A relação de um animal tímido ao treinamento difere daquela manifestação por outro mais sociável e você deve interromper a sessão imediatamente se notar que o gato está estressado ou sentindo algum desconforto. Não esqueça que o treinamento e as brincadeiras devem ser sempre uma experiência agradável para ambos.

Parte do treinamento com o gato será "positiva", por exemplo, aprender a usar a caixa de areia e a portinhola basculante, e identificar seu próprio nome, saiba como treinar o gato para reconhecer seu próprio nome. Outra parte será "negativa": convencê-lo a não subir nas cortinas e a não arranhar as cadeiras e o sofá.

Depois que o gato dominar as lições básicas, ensine-o a fazer coisas simples, como pedir. O mais importante em todo o processo de treinamento dos gatos é ter paciência ilimitada e aprender a ouvir os gatos, pois os gatos são sensíveis e são capazes de identificar nossos sentimentos. Veja também como ensinar seu gato a andar de coleira.

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.