15/08/2013 08:21

Conheça a raça de gato Sagrado da Birmânia

O gato Birmanês possui uma lenda misteriosa sobre sua origem, confira!

Da Redação
OsPaparazzi
A raça de gato Sagrado da Birmânia é de origem francesa, descendente dos antigos gatos criados nos templos budistas e só foi reconhecido como raça em 1925. Nos Estados Unidos, o Sagrado da Birmânia só foi introduzido por volta de 1960. Também conhecido pelo nome "Gato Sagrado da Birmânia", acredita-se que esse gato era guardado nos templos séculos atrás.

Gato Sagrado da Birmânia
A raça de gato Sagrado da Birmânia gosta de muito de brincar

Existe uma lenda sobre a raça Sagrado da Birmânia, segundo os felinófilos, na história do Khmer havia um gato branco no templo de Lao-Tsun, antes da chegada do Gautama Buda, que acompanhava o grande sacerdote nas cerimônias de adoração da deusa dourada de olhos azuis Tsun-Kyan-Kse. O país foi vítima de uma invasão, e uma noite, enquanto os sacerdotes se reuniam para implorar orientação e proteção da deusa, morreu o grande sacerdote.

Assim que o espírito do sacerdote abandonou seu corpo, o gato saltou sobre sua cabeça e os monges reunidos presenciaram como a pelagem se transformou na cor dourada da deusa e seus olhos mudaram para a cor azul-safira enquanto suas orelhas e patas tornaram-se da cor de uma terra fértil, exceto as partes onde tocavam os cabelos do sacerdote, que tornaram uma cor prateada.

Gato Sagrado da Birmânia
A raça Sagrado da Birmânia nasce de cor clara e com o tempo escurece

O espírito do velho sacerdote tinha incorporado no gato e a deusa havia oferecido ao gato suas próprias cores. O gato voltou a cabeça em direção à entrada do templo, por onde podia-se ouvir a aproximação dos soldados. Animados pela manifestação da deusa, os monges repeliram os invasores e salvaram o templo. Mais tarde, outros gatos do templo também adquiriram as cores sagradas.

Você pode ou não acreditar nesta lenda, mas um Birmanês (na variedade Seal Point) deve apresentar uma pelagem creme-dourada (o padrão britânico descreve-a como sendo bege levemente dourada), os olhos de cor azul-claro, a máscara, a cauda e as patas de cor marrom-escura; e a extremidade de cada pata com cor branca como se fosse uma luva.

Os padrões norte-americanos e canadenses especificam que as luvas brancas nas patas anteriores devem terminar uniformemente na terceira falange, ao passo que nas posteriores a cor branca deve cobrir inteiramente as patas e terminar num ponto denominado "encaixe", que ascende por trás do jarrete.

Gato Sagrado da Birmânia
Sagrado da Birmânia são gatos afetuosos e dóceis

A conformação do corpo do Sagrado da Birmânia não parece com a de outros gatos de pelo longo. O corpo da raça Birmanês deve ser alongado e apoiado sobre membros curtos, com uma cauda longa. A cabeça deve ser larga, arredondada e forte, com bochechas cheias e ligeiramente planas na parte superior dos olhos.

Os padrões da raça também exigem um nariz do tipo romano de comprimento médio, com narinas bastante baixas. A pelagem deve ser longa com um colarinho cheio e uma cauda espessa. Deve ter também uma textura sedosa e levemente encaracolada no ventre. A pele do nariz deve combinar com a cor marrom-escura das marcas, e os coxins plantares devem ser róseos.

Birmanês Azul Point

A variedade do gato Birmanês de coloração Azul Point dever ser exatamente como o Birmanês Seal Point, exceto pela máscara, pelas orelhas e partes inferiores dos membros, que devem ser azul-acinzentado, e a pele do nariz, de um cinza-azulado. Todos os gatos birmaneses nascem com uma pelagem clara e as marcas mais escuras não aparecem até completarem algumas semanas de idade.


Gato Sagrado da Birmânia
Gatos "Sagrado da Birmânia" possui voz silenciosa e são muito inteligentes

Birmanês Chocolate Point

Todos "Sagrado da Birmânia" seguem o mesmo padrão exceto na coloração, e o Chocolate Point, ainda não reconhecido como uma raça na Inglaterra, deve apresentar marcas de uma coloração branda de leite com chocolate e o nariz de cor rosa-canela.

Birmanês Lilás Point

O gato Birmanês Lilás Point, que aguarda seu reconhecimento como uma variedade separada na Inglaterra, difere de outros gatos birmaneses no que se refere a máscara, orelhas, cauda e partes baixas dos ombros, que devem ser de um cinza-glacial, e a pele do nariz deve ser rosa-lavanda.

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.