02/02/2015 19:10

Curitiba: pontos turísticos para sua viagem

Conheça os maravilhosos parques de Curitiba, os museus e um pouco da história do Paraná

Da Redação
OsPaparazzi
Curitiba é uma cidade com muitos atrativos turísticos. Mais de 30 parques e bosques! Curitiba conta com ótima infraestrutura tanto para hospedagem como transporte. Os turistas que chegam em Curitiba são muito bem recebidos. Em Curitiba você irá conhecer o Museu Oscar Niemeyer, Ópera de Arame, o bairro Santa Felicidade, o Jardim Botânico e muito mais. Confira os principais pontos de turismo de Curitiba, que podem ser visitados pelo ônibus da linha turismo:

Catedral / Praça Tiradentes: É o marco zero da cidade e o antigo Largo da Matriz. Possui uma estátua do Herói da Confidência e dois grandes obeliscos. Um demarca as distâncias, outro marca a presença dos portugueses. A Praça abriga também a Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Luz, com mais de cem anos. O estilo é neogótico e reverencia a santa padroeira de Curitiba.

Jardim Botânico de Curitiba
Jardim Botânico de Curitiba

XV de Novembro / Rua das Flores: É o primeiro calçadão do Brasil. Possui inúmeras lojas, cafés, lanchonetes, etc. Os canteiros têm flores o ano inteiro, sendo trocadas a cada estação. Nesta rua há o Palácio Avenida, local onde são realizadas apresentações de Natal.

Rua 24 Horas: Ponto entre a Praça Osório, onde acontecem feiras temáticas, e a Praça Rui Barbosa, onde se localiza o Mercado Central. A rua esta toda reformada e voltou a ser ponto de referência em compras, descontração, leitura e lazer, alem de informações turísticas.

Museu Ferroviário: O antigo prédio da estação de trem passou por reformas e hoje abriga o museu que conta a história da ferrovia que liga Paranaguá (cidade litorânea) a Curitiba com mobiliários e peças que colaboram para o resgate histórico da memória ferroviária no Paraná. O museu é anexo ao Shopping Estação, onde estão o Teatro de Bonecos Dr. Botica e o Teatro Regina Vogue.

Jardim Botânico / Jardim das Sensações: Inspirado nos jardins franceses, foi inaugurados em 1991. O jardim possui uma grande estufa em estrutura de metálica que abriga espécies botânicas que são referência nacional. Conta ainda com o Museu Botânico, o Jardim de Plantas Nativas e o Jardim das Sensações (um espaço delimitado por cerca viva, onde os sentidos do visitante são tentados, por meio do contato direto com plantas de diferentes formas, texturas e aromas). Nessa atração, o visitante percorre uma trilha de 200 metros com os olhos vendados, utilizando o tato e olfato na percepção das plantas. Possui placas em braile com informações botânicas. O parque é muito grande, com um lago e animais. É possível ver diversas árvores e suas informações.

Curitiba
Jardim Botânico de Curitiba - Paraná

Mercado Municipal / Mercado de Orgânicos: O Mercado Municipal é um local de compras com restaurantes e boxes que vendem iguarias de diversos países. Lá você encontra de tudo. A praça de alimentação é compartilhada com o Mercado de Orgânicos, o primeiro do Brasil, que comercializa produtos alimentícios e derivados certificados, livres de agrotóxicos e aditivos químicos e produzidos com responsabilidade ambiental.

Universidade Federal do Paraná / Teatro Guaíra: É a primeira universidade do Brasil, fundada em 1912 e considerada um monumento arquitetônico em estilo da neoclássico. Do outro lado da Praça Santos Andrade está o Teatro Guaíra, um dos maiores da América Latina, com 2.173 lugares. Foi inaugurado em 1884, em outro local e com outro nome. Reconstruído em 1952 e só ficou pronto na década de 70. O teatro conta com um painel em alto-relevo de Poty Lazzarotto na entrada principal.

Paço da Liberdade: Construção de 1916 com detalhes nos estilos neoclássico e art nouveau, antiga sede da Prefeitura de Curitiba. Foi restaurado, mantendo as características originais do edifício. Dentro é possível observar amostras da pintura original e trechos do sistema de escoamento de água através de pisos de vidro (antes do prédio da Prefeitura, o local abrigava o Mercado Municipal). Hoje é um espaço cultural, com café, livraria, biblioteca, auditório e salas para exposições e realização de cursos. É tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN.

Teatro Paiol: A construção original, de 1906, era um paiol de pólvora. Foi restaurado e modificado pelo arquiteto Abrão Assad, que manteve os traços arquitetônicos romanos em forma circular. Em 1971, passou a ser um teatro de arena, símbolo da mudança cultural de Curitiba. Um espaço cultural e auditório para teatro e espetáculos musicais, inaugurado com um show de Vinicius de Moraes, Toquinho e Marília Medalha, o que rendeu uma música em sua homenagem, "Paiol de Pólvora" composta pelo poetinha Vinícius.

Curitiba
Curitiba: Passeio Público e Memorial Árabe

Memorial Árabe / Passeio Público: O Passeio Público, inaugurado em 1886, foi o primeiro parque e também a primeira grande obra de saneamento de Curitiba. O charco que havia no local foi transformado em espaço de lazer, com lagos, pontes, grutas e ilhas em meio ao verde, no centro da cidade, e é cortado pela malha cicloviária de Curitiba, que se localiza no Parque Iguaçu, mas alguns animais pertencem ao Passeio Público. Seu portão é uma cópia do que existiu no Cemitério de Cães de Paris.
O Memorial Árabe, construído em homenagem à cultura do Oriente Médio, funciona como biblioteca especializada. Elementos como a abóbada, as colunas, os arcos e os vitrais remetem às edificações mouriscas. O interior da construção abriga uma escultura do escritor Gibran Khalil Gibran.

Museu Oscar Niemeyer:O MON, como é conhecido, é um dos maiores museus da América Latina. Seu acervo abriga mais de 2200 obras de artistas reconhecidos nacional e internacionalmente. Projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, sua estrutura de 35 mil m² se destaca entre 144 mil m² de área verde. O complexo é formado pelo prédio principal, projetado em 1967, e o novo anexo, concebido em 2001. A forma elíptica e as paredes de vidro desse novo anexo conferiram ao Museu Oscar Niemeyer o carinhoso e popular apelido de "Museu do Olho". Com um total de 12 salas expositivas, a cada ano são realizadas mais de 20 mostras que, juntas, recebem um público superior a 200 mil visitantes.

Bosque: Zaninelli / Universidade livre do Meio Ambiente: Localizado em uma grande área verde, o Bosque Zaninelli, local de uma antiga pedreira, fez Curitiba a primeira cidade do mundo a manter um espaço de estudos e repasse de conhecimentos à população sobre meio ambiente e ecologia. A atividade de extração de pedras deixou um paredão de granito e um lago com oito metros de profundidade. O projeto arquitetônico, executado com materiais rústicos, representa na forma e nas cores os quatro elementos da natureza: terra, fogo, àgua e ar. Foi criada em 5 de junho de 1991, ocupando o atual espaço - inaugurado pelo oceanógrafo francês Jacques Cousteau - desde 1992.

Curitiba
Universidade livre do Meio Ambiente em Curitiba

Bosque Alemão: Inaugurado em 1996, o Bosque Alemão possui vários equipamentos que celebram e divulgam as tradições alemãs. Em meio a 38 mil m² de mata nativa, estão o Oratório de Bach (réplica de uma antiga igreja presbiteriana de madeira construída em 1933 no bairro Seminário), com elementos decorativos neogóticos; a trilha de João e Maria, que narra o conto dos irmãos Grimm em doze painéis azulejados; a Casa da Bruxa, com biblioteca e hora do conto; a Torre dos Filósofos (mirante em madeira com vista panorâmica da cidade e da Serra do Mar); e a Praça da Poesia Germânica, com a reprodução da fachada da Casa de Mila, construção germânica do início do século XX, originalmente localizada no centro da cidade.

Parque Tanguá: Inaugurado em novembro de 1996, possui área total de 235 mil m² e faz parte do projeto de preservação do curso do Rio Barigui, juntamente com os parques Tingui e Barigui. Destacam-se no parque duas pedreiras, unidas por um túnel de 45 metros de extensão, que pode ser atravessado a pé por uma passarela sobre àgua. Dentro do Parque Tanguá tem uma lanchonete.

Curitiba
Parque Tanguá em Curitiba

Ópera de Arame / Pedreira Paulo Leminski: Com estrutura tubular e teto transparente, a Ópera de Arena é um dos pontos turísticos mais conhecidos de Curitiba. Inaugurada em 1922, oferece todo tipo de espetáculo, do popular ao clássico, e tem capacidade para 1572 espectadores. Em meio a lagos, vegetação típica e cascatas, faz parte do Parque das Pedreiras, juntamente com a Pedreira Paulo Leminki, que desde 1989 é cenário para a encenação da Paixão de Cristo e outros grandes eventos. A Pedreira pode abrigar, ao ar livre 20 mil pessoas.

Bosque João Paulo II / Memorial Polonês: Foi inaugurado em 13 de dezembro de 1980, logo após a visita do Papa João Paulo II a Curitiba, em julho do mesmo ano. O local faz parte da desapropriação que envolveu a antiga fábrica de velas Estearina e hoje abriga uma reserva com mais de trezentas araucárias na área central. As setes casas feitas de troncos são lembranças viva da fé e da luta dos imigrantes poloneses, contendo objetos como a velha carroça, a pipa de azedar repolho, instrumentos de trabalho e uma imagem da padroeira, a Virgem Negra de Czestochowa. O quadro da padroeira está na casa abençoada pelo Papa, que serviu de capela no dia da sua visita. Em Curitiba, a imigração polonesa começou em 1871.

Ópera de Arame Curitiba
Ópera de Arame em Curitiba

Parque São Lourenço: O parque nasceu da necessidade de reparar os estragos provocados pelo estouro da represa São Lourenço, no início da década de 70. Em meio ao verde, uma antiga fábrica de cola e adubo foi transformada no Centro de Criatividade de Curitiba, onde acontecem cursos, oficinas e exposições, alem de apresentações no Teatro Cleon Jacques. O Parque São Lourenço é perfeito para caminhar, andar de carrinho de rolimã e observar os carneiros que pastam placidamente.

Torre Panorâmica: Foi inaugurada em 1991 e é suporte da telefonia celular. O mirante a 109,5 metros de altura permite uma visão de 360 graus de Curitiba e dos contornos da Serra do Mar. No piso, um mapa em relevo indica pontos importantes da cidade. Na entrada da Torre está o Museu do Telefone.

Curitiba
Universidade Federal do Paraná em Curitiba

Parque Tingui / Memorial Ucraniano: Criado em 1994, localiza-se em uma faixa de preservação junto ao Rio Barigui, que é uma homenagem aos índiaos da triba Tingui, que habitavam a região de Curitiba. O Memorial Ucraniano fica dentro do Parque Tingui e é uma réplica da Igreja de São Miguel, localizada em Mallet, no interior do Estado. Sua construção segue as normas da religião ortodoxa: cúpula oitavada revestida de cobre, faces representado os quadrantes do entendimento humano, altar voltado para o leste e telhado em pinho. Abriga exposição de pêssankas e ícones.

Santa Felicidade: É a primeira colônia de italianos de Curitiba, formada por imigrantes da região do Vêneto que chegaram ao Brasil em 1878. De suas tradições nasceram as atrações que caracterizam o bairro, como a grande quantidade de restaurantes típicos, as vinícolas e as lojas de artesanatos e móveis de vime. A igreja centenária é uma marca da religiosidade dos italianos. A poucas quadras dela está situado o Cemitério Santa Felicidade, com seu inédito panteão construído por 18 capelas em estilo neoclássico e tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico. No bairro, merecem destaque por sua arquitetura a Casa dos Gerânios, a Casa dos Painéis, a Casa das Arcadas e a Casa Culpi.

Setor Histórico: Um passeio imperdível por locais que revelam o passado da antiga Vila Nossa Senhora da Luz e preservar a memória de Curitiba. Na rua de calçamento de pedras irregulares estão os caserios preservados, as igrejas de Ordem e do Rosário, o velho bebedouro, o Memorial de Curitiba, o Palacete Wolf, a Sociedade Garibaldi, as Ruínas de São Francisco e o Museu Paranaense. É ponto de encontro de paranaenses à noite, em seus diversos bares, e aos domingos pela manhã, quando acontece a tradicional feira de artesanato, com mais de mil artesãos, das 9h às 14h.

Curitiba
Passeio de trem entre Curitiba e Morretes

Passeio de Trem: A cidade de Curitiva conta com uma malha ferroviária que leva os turístas para um magnífico passeo de trem. Ao desembarcar na cidade, corra para uma agencia de turismo ou compre sua passagem diretamente no guiche da Serra Verde Express, que fica na rodoviária. Há vários destinos, entre eles ir até a cidade de Morretes e Antonina, Paranaguá e passeio na Ilha do Mel. As agencias de Curitiba oferecem vários passeios como conhecer o Parque Beto Carreiro World, todos os passeios, inclusive o de trem, tem uma van que leva e busca o turista no próprio hotel. Uma das opções é fazer o passeio de trem e voltar de van pela Estrada da Graciosa, ela tem sete instâncias que você pode descer e aproveitar a paisagem, alem de comprar doces e artesanato. Na cidade de Morretes é muito comum os restaurantes servir o tradicional barriado, é uma carne misturada com farinha e banana, se você for vegetariano avise a empresa de trem na hora de comprar a passagem, pois o almoço é incluso no passeio.

Curitiba é um dos destinos mais requisitados do Brasil. Em 2014, ficou em quinto lugar em comparação a outras 64 cidades de todo o país, segundo pesquisa publicada pelo Ministério do Turismo (MTur). Em sexto lugar dessa lista ficou outra cidade do Paraná, Foz do Iguaçu. As 10 cidades mais competitivas do Brasil são: São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Curitiba, Foz do Iguaçu, Recife, Brasília, Salvador e Florianópolis.

Curitiba

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.