22/02/2013 16:30

Machu Picchu: Conheça a cidade enigmática

Machu Picchu é considerado Patrimônio Mundial pela Unesco

Da Redação
OsPaparazzi
Machu Picchu fica num continente provido de magníficos sítios arqueológicos pré-colombianos, essa é a suprema atração. A localização estratégica e isolada de Machu Picchu a uma grande altura e o significado misterioso que ela adquiriu no antigo universo inca fazem de Machu Picchu um dos lugares mais belos e enigmáticos do mundo.

Abandonado pelos incas e tomado de volta pela floresta, o complexo de templos, depósitos, casas e terraços irrigados que ocupa cerca de 40 hectares permaneceu escondido dos olhos dos forasteiros até o explorador americano Hiram Bingham ser guiado até lá, em 1911, por um menino de 10 anos que morava nas redondezas.

Por alguma razão, Machu Picchu foi totalmente ignorada nos registros dos conquistadores espanhóis, em geral bastante meticulosos. As especulações em torno de Machu Picchu (Velha Montanha) não param, ainda que hoje os estudiosos acreditem que esse tenha sido um refúgio da nobreza inca construído provavelmente no século XV.

Machu Picchu
Machu Picchu é considerado Patrimônio Mundial pela Unesco

Dica de viagem em Machu Picchu: Num dia claro, os que estão em excelente forma devem considerar a possibilidade de uma caminhada até Huayana Picchu (Montanha Jovem), onde um paredão quase vertical até o cume é, literalmente, de tirar o fôlego. Os que têm preparo físico suficiente conseguem chegar à Porta do Sol de Machu Picchu, construída há 500 anos, depois de três a cinco dias de caminha pela trilha inca.

O povo inca abriu muitos caminhos pelas montanhas, mas essa era sua "estrada real" através dos 160 km do vale do Urubamba, também chamado de Vale Sagrado, o berço de sua civilização. A trilha proporciona uma jornada pelos cenários deslumbrantes do vale, o destino de férias preferido da elite de Cuzco.

Os 56 km da trilha Inca atravessam dois desfiladeiros, o mais alto deles a 4 mil metros de altitude, e exigem que o visitante resista ao ar rarefeito para apreciar a intensa beleza do lugar e a grande quantidade de postos de guarda, fortalezas e ruínas misteriosas dos incas, assim como os coloridos vilarejos andinos. A viagem compensa o esforço.

O mercado montado aos domingos em Pisac atrai vendedores e turistas de todas as regiões. Mas memorável ainda talvez seja uma visita à rede de fortificações incas que se estende pelas colinas.

Ollantaytambo, com sua formidável e bem preservada fortaleza, é o outro ponto mais visitado do vale em Machu Picchu, uma autêntica cidade inca que manteve os nomes originais das ruas, assim como o traçado urbano, o sistema de irrigação e as casas. Machu Picchu há muito é conhecida pela falta de bons hotéis, o que deixa o mercado aberto para um vale-tudo em matéria de alojamentos para mochileiros.

Machu Picchu
Machu Picchu possui os pontos históricos mais visitados do Peru

Como chegar em Machu Picchu
Da cidade de Cuzco, diariamente partem trens Orient Express (categoria turística e luxo) essa viagem dura 5 horas. À pé, a caminhada dura de 3 a 4 dias pela Cordilheira dos Andes, partindo do km 88 da via férrea Cusco-Machu Picchu. Pisac fica a 27 km a nordeste de Cuzco.

Uma forma de chegar à Machu Picchu é pela famosa Trilha Inca (na verdade um dos vários caminhos abertos pelos antigos povos da região), num percurso a pé de cerca de 50 km, passando por diversos sítios astro-arqueológicos, tais como Llactapata, Wayllabamba, Runkuraqay, Warmiwanusca, Sayacmarca, Phuyupatamarca e Winaywayna. Devido as chuvas e aos riscos do trajeto, o governo peruano limita o número de turistas na trilha, bem como seu funcionamento na temporada de chuvas. No trajeto deste caminho, fica evidente a relação dos antigos Incas com a Astronomia, o estudo do céu.

Restaurante em Machu Picchu
Ao visitar Machu Picchu, leve consigo água e algum alimento, pois o restaurante do parque é bem caro. O restaurante do hotel Sanctuary Lodge também e não há mais onde comprar qualquer coisa, a não ser em Águas Calientes.

O almoço buffet no Hotel Sanctuary Lodge custa por volta de US$ 40 e a lanchonete de Machu Piccchu vende um hamburger a partir de 30 soles, enquanto que a água mineral custa 10 soles. Não deixa de provar a Inca Cola, um refrigerante de origem peruana, que é o mais consumido no país. Experimente também a cerveja Cusqueña.

Hospedagem em Machu Picchu
Na entrada de Machu Picchu tem apenas um hotel, o Sanctuary Lodge, mas a diária é muito cara. Recomenda-se pousar em Águas Calientes se tiver interesse em continuar visitando Machu Picchu no dia seguinte, já que é proibido acampar no parque.

Dica: assim como em muitos lugares onde há grande rotatividade de turistas é preciso tomar cuidado, pois quem vai de ônibus e trêm está sujeito a enfrentar alguns perigos.

Fotos de Machu Picchu

Comentários

PÁGINA PRINCIPAL | ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Todo o conteúdo deste website é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal de seus idealizadores.