CelebridadesColuna SocialFilmesPais e FilhosBicho Animal
Divulgação

Descubra quem são as 7 esposas de Fábio Júnior

São sete casamentos na biografia. Você se lembra de todas?

Da Redação, publicado em 18/10/2010.
O cantor Fábio Júnior é um dos principais nomes da música no Brasil. Mas, antes dos detalhes da carreira, temos uma curiosidade. Foram 7 casamentos. Você se lembra das sete esposas de Fábio Jr. até aqui? Listamos abaixo. Mas lembramos que esse número é fichinha para o Livro dos Recordes. A nossa querida Gretchen, por exemplo, já passou por 17 casamentos. E quem somos nós para julgarmos, não é mesmo? O amor é assim...

As 7 esposas de Fábio Júnior


1 - Tereza de Paiva Coutinho. Casamento em 1976. Tereza não era famosa.

2 - Glória Pires, atriz das novelas da Rede Globo e do cinema nacional. Casamento foi em 1979 e durou até 1983.

3 - Cristina Karthalian de 1986 a 1990.

4 - Atriz Guilhermina Guinle. O casamento durou de 1993 a 1998.

5 - Casou-se também com a atriz Patrícia de Sabrit. Durou 3 meses. Foi em 2001.

6 - O sexto casamento foi em 2007. A esposa era Mari Alexandre, modelo brasileira.

7 - O último casamento foi em 2016. Casamento com Maria Fernanda Pascucci.

Filhos de Fábio Júnior

Fábio Jr. tem cinco filhos: a atriz Cleo Pires, Krizia, Tainá, o cantor Fiuke, por último, Zaion.
Fábio Júnior, o rei da música românticaFoto: Divulgação
OsPaparazzi de olho em Fábio Júnior...

Fábio Correa Ayrosa Galvão, o Fábio Júnior ou Fábio Jr., nasceu em São Paulo, no dia 21 de novembro de 1953. Começou a carreira na música tocando com os irmãos. Adotou o pseudônimo de Fábio Júnior para não ser confundido com o ator Flávio Galvão. Sua primeira oportunidade para a grande mídia foi na extinta TV Tupi.

Gravou seu primeiro compacto como Fábio Júnior em 1975. No ano seguinte o sucesso foi para a TV. Fábio Jr. virou ator. E participou de sua primeira telenovela, Despedida de Casado. Na TV Globo, no episódio "Toma que o Filho é Teu" lançou a música "Pai", que inspirou a novela Pai Herói, em 1979. Até hoje, esta é sua canção mais emblemática. Quando ele a cantou ao lado do filho, Fiuk, a música Pai foi um sucesso de acessos no site YouTube. "É muita emoção. O Brasil se emocionou o Fábio Jr. cantando a música para o pai dele. E agora se emociona mais ainda com o Fiuk cantando para o Fábio Júnior", conta Rebeca Sanchez, fã de Fiuk.

Fábio Júnior ganhou fama de galã. Em 1980 atuou pela única vez no cinema, no filme Bye Bye Brasil, de Cacá Diegues. Seu primeiro LP foi lançado em 1981, mas Fábio Júnior não abandonou a carreira de ator, trabalhando nas novelas Cabocla, em 1979, Água Viva, em 1980, O Amor é Nosso, em 1981 e Louco Amor, em 1983, todas na Rede Globo.

Em 1982 nasceu sua primeira filha, a também atriz Cléo Pires. Em 1985 voltou à TV com a novela Roque Santeiro e trocou a Som Livre pela CBS.

Fama de galã

Fábio Jr. é conhecido por ser um galã, um conquistador, um homem que leva as mulheres à loucura. Em seus shows pelo Brasil, Fábio Jr. costuma chamar algumas fãs para o palco para dar um beijo na boca delas (um selinho). Já virou regra em seu show: Fábio Júnior no palco é sinônimo de beijocas na plateia.

Em junho de 2012, a ex-esposa de Fábio Júnior, Mari Alexandre, desabafou sobre o casamento com o cantor. Ela acusou os filhos de Fábio Jr. de se intrometerem no casamento do pai. Mari Alexandre ainda acusou Fiuk de agressão nessa época, mas o caso não foi para frente.

Ao completar 60 anos de idade, Fábio Jr. foi homenageado no Domingão do Faustãono quadro arquivo confidencial.

Compartilhe com um amigo!
Comentários