CelebridadesColuna SocialFilmesPais e FilhosBicho Animal
Divulgação

Entrevista: Adryana Ribeiro

Carol Oliveira, publicado em 01/05/2010.
Adryana Ribeiro traz a música em seu DNA. Um dia seu pai estava ensaiando para uma apresentação quando perguntou se Adryana cantava. Ela prontamente cantou para seu pai que decidiu apresentá-la no show, daí por diante não parou mais.

Falamos com a cantora Adryana RibeiroFoto: Divulgação

Aos 16 anos cantava em bandas de baile e gravava "jingles". Foi descoberta nos idos de 1991, na concorrida noite de São Paulo pelo estilista Clodovil Hernandez, que encantado com sua voz e talento a levou em seu programa na extinta Rede Manchete, apresentando-a como uma nova Billie Holliday.

Anos depois, em 1994, surge em sua carreira uma nova oportunidade, onde é levada a participar de um teste para a gravadora Sony Music, sendo assim escolhida e contratada como "A nova REVELAÇÃO DO SAMBA", segundo jornalista e critico musical Sergio Cabral.

Nesta entrevista exclusiva para OsPaparazzi você conhecerá um pouco mais sobre Adryana Ribeiro.

OsPaparazzi - Em quem você se inspirou musicalmente?

Adryana - Nossa, pergunta difícil, porque sou um misto de muitas inspirações, mas creio que no Brasil a maior responsável pela minha vontade de cantar sempre foi ELIS REGINA e no cenário internacional a grande ELLA FITZGERALD. Mas tem muita gente na minha vida, procurei sintetizar nas duas maiores intérpretes de todos os tempos.

OsPaparazzi - Esse ano você completa 21 anos de carreira, pode nos citar algo marcante desses 21 anos?

Adryana - Marcante? Uau! Ser descoberto e ter sua primeira grande chance é marcante, e isso aconteceu comigo algumas vezes, a primeira foi quando o CLODOVIL me assistiu cantando num bar chamado Baiuca Jardins e me convidou pra ir no programa dele na Rede Manchete, na época era um sucesso o programa, me tratou como uma diva, eu era um bicho do mato (risos) simplesmente inesquecível! Tenho muitas estórias que me marcaram...

OsPaparazzi - Qual a sua opinião sobre o cenário musical do Brasil hoje? Você acha que em meio a tantos fenômenos alguns artistas acabaram perdendo espaço?

Adryana - Creio que os fenômenos não têm nada a ver com a perda de espaço dos artistas, mas sim a pirataria nos fez perder nosso maior investidor que sempre foram as gravadoras, abrindo assim o mercado pra pessoas que talvez não tenham tanto talento, mas sim dinheiro pra poder entrar na máquina. Apenas isso, não existe fenômeno, e sim manipulação da estrutura chamada mídia. Uma coisa é certa, o talento não tem preço.
"Eu sinto que o público cada vez mais está próximo do artista"Foto:
OsPaparazzi - Você é uma mulher de muita personalidade, muito carismática, como lida com a fama e com os fãs?

Adryana - Obrigada pelo carismática! Eu sinto que o público cada vez mais está próximo do artista, e vê a verdade, quer a verdade, não se contenta com pouco. Sempre gostei de me relacionar com meus fãs, de recebê-los dentro do limite que acho que me respeite e que os respeite. A fama é algo que precisamos pra nos divulgarmos, apenas isso. O fã, é a peça imprescíndivel na vida de um artista, eu canto pra ele, e sinto a emoção da musica na vida dele. Hoje tenho razões pra continuar cantando porque vi que o amor que recebo dos fãs sara qualquer dor, qualquer tristeza, qualquer dificuldade que uma carreira como essa pode trazer.

OsPaparazzi - Sabemos que você está sempre ligada no mundo virtual, e recentemente em uma publicação sua você disse que gostaria de ter tido essa experiência há alguns anos atrás, quando por várias vezes durante as turnês se sentia sozinha trancada em um quarto de hotel. Qual a sua opinião sobre esse ?elo? que a internet proporciona à pessoas por muitas vezes tão distantes?

Adryana - Creio que a internet é hoje o elo principal da globalização. Como mola motriz impulsionou grandes ideias e amortizou a distância, importou companheirismo, fundamentou amizades e rompeu barreiras que nós nunca pensamos transpor. Cabe a nós sabermos usá-la positivamente, seja no profissional , seja no pessoal sem esquecermos de viver a vida real.

OsPaparazzi - Deixe uma mensagem para seus fãs e internautas que navegam com OsPaparazzi.

Adryana - A minha mensagem: A felicidade é estar sempre com vocês! Obrigada pelo carinho que recebo quando nos unimos em uma só voz e cantamos, a sua emoção é a minha! Um super abraço, com muito carinho sempre!

Bate-bola

Uma qualidade: Ser prestativa
Um defeito: Sou sistemática (risos)
Uma Música: LOVE DANCE - George Benson (autor - Ivan Iins)
Um filme: O Paciente Inglês
Um sonho: Ver a PAZ reinar entre os povos que estão em guerra.
Um pesadelo: A pobreza, a fome
Uma palavra: INCONDICIONAL
Uma Mulher: Madre Teresa de Calcutá
Um homem: GANDHI
Um perfume: de rosas
Uma comida: Arroz, feijão e farofa
Uma bebida: Água sem gelo
Um livro: O Evangelho
Um Lugar: Minha casa, sempre
Uma frase: Não seja de prata sendo que você pode ser de ouro. O gênio é composto de 2% de genialidade e 98% de dedicação perseverante. (Ludwig Van Beethoven)

Mais sobre a carreira de Adryana

Em 1997 lança o álbum "EM BUSCA DO SOL" Sony Music, faixa, título presente de seu padrinho Martinho da Vila, produzida pelo respeitado produtor de samba Hyldo Hora, ambos os discos foram lançados pelo selo Butiquim do Martinho para Sony Music, que lhe renderam elogios da crítica e dos colegas.

Entre 1999 e 2004, a convite da gravadora ABRIL MUSIC, integrou-se ao projeto ADRYANA E A RAPAZIADA, grupo produzido por Arnaldo Sacomanni em 1999 e 2001, e Guto Graça Mello para BMG em 2003.

Adryana e a Rapaziada, projeto no qual misturou dança, performance, elementos de Samba, Rap, Hip Hop, A&B,Samba rock, musica romântica e pop.

Foram três álbuns lançados ao longo de cinco anos, mostrando sua versatilidade artística, tornando-se assim, uma das artistas mais requisitadas em radio, em TVs e shows.

Em 2005 retoma sua carreira solo, lançando o disco ?Brilhante Raro? Deck Disc, produzido por Leandro Sapucahy, trazendo uma sonoridade sambista de essência mais romântica e estourando o single "SAUDADE VEM" em todas as rádios do Brasil.

Permeando nos dias de hoje na cena índice do disco, a intérprete, que nesse ano completa 21 anos de estrada, segue sua carreira com vários projetos, em shows, teatro, cinema, dando continuidade ao ecletismo que sempre norteou seu talento.

Compartilhe com um amigo!
Comentários