CelebridadesColuna SocialFilmesPais e FilhosBicho Animal
Arquivo Pessoal/ Divulgação

Youtuber Criança, como fazer sucesso? E as dificuldades?

Conversei com professora que está multiplicando seguidores nas redes sociais nas áreas de Canal Infantil e Educação. Conheça Maju Condé.

Por Aline Oliveira, publicado em 15/06/2020 e atualizado há 2 meses.
Uma amiga professora criou um canal no YouTube para a filha e está fazendo sucesso. Eu conversei com ela e reproduzo aqui os principais pontos deste bate-papo. Ela deu dicas sobre como criar um canal infantil de sucesso no YouTube. E também compartilhou a sua experiência neste trabalho de criação de conteúdo para a internet. Gente do céu, eu fiquei bem surpreendida com o quão difícil é esse trabalho. E com os obstáculos que aparecem no caminho. Antes de destacar as dicas, reforço aqui minha admiração por essa mãe e educadora. Ela praticamente não descansa. É trabalho com os alunos. E depois o trabalho para editar os materiais da filha na internet. O sonho da filha é se tornar uma youtuber profissional. Estou na torcida para voltar a conversar com elas daqui a um tempo. E que todos os sonhos sejam realizados!

Youtuber criança Maju Condé


Nossa youtuber aqui é a Maju Condé. No Instagram ela está como '@maju.conde'. Antes de conversarmos, tinha mais de 105 mil seguidores. Em seu canal no YouTube, são mais de 5 mil inscritos. Basta procurar por Maju Condé. Mãe e filha são de São José dos Campos.

A mãe se chama Juliana Moura. No Instagram é 'ju.professora_maedetres'. Em seu canal, fala sobre Maternidade, Educação, Beleza e Lifestyle. Mãe e filha podem servir de inspiração para pais e filhos que estejam planejando criar conteúdos para internet.
Maju Condé é uma criança que tem canal infantil no YouTubeFoto: Reprodução/ YouTube

Vocês sabem o que são 'recebidos' de uma youtuber? A Maju tem os seus produtos recebidos. Empresas que criam produtos para crianças passam a procurá-la. Elas oferecem seus produtos para que a Maju, como influenciadora, possa testar. E aí a ideia é que ela compartilhe o que achou da experiência com aquele determinado produto em suas redes sociais. Esses são os recebidos.

Mas vamos voltar para a nossa conversa.

Suor para se destacar no YouTube Kids - para quem está começando


É claro que o título aqui é bem interpretativo. Porque sucesso no YouTube pode ser um canal simples para a família se divertir. Né? Mas a intenção da Maju é realmente fazer sucesso com a multiplicação do seu número de inscritos no YouTube, a multiplicação dos seus seguidores no Instagram e com a intenção de falar com cada vez mais pessoas na internet. Ser uma influenciadora com números expressivos. Mas como foi esse processo? A Juliana nos conta:
Maju Condé e Juliana Moura em São José dos CamposFoto: Arquivo Pessoal/ Divulgação

'Ter um canal no YouTube não é fácil. Estamos desde abril de 2018 lutando por esse canal. Aos pouquinhos aparecem os inscritos. Mas não é nada fácil. É muita divulgação, tanto no YouTube, quanto no Instagram. Para amigos, familiares, fico enviando os links para o pessoal interagir. É bastante trabalhoso. Não sei se tem segredo. Mas nós estamos fazendo dessa forma. O segredo aqui é o suor mesmo. Correndo atrás. E aos poucos o canal vai crescendo', explicou.
'Pra começar a ter renda o canal precisa ser monetizado. O YouTube tem o critério de 1 mil inscritos no canal e de ter 4 mil horas de visualizações no canal. Falando assim parece pouco. Mas é bem complicado. Os inscritos foi mais fácil conseguirmos. Mas essas 4 mil horas é muita ralação. Depois disso tem que continuar mantendo média de visualizações para continuar recebendo do YouTube. Então depois tem que manter a média. Trabalhar bastante para não deixar a peteca cair'
, explicou a mãe.

Criando o canal para filhos no YouTube


Aqui nesse trecho eu realmente tomei um susto:

'Tudo começou quando a Maju resolveu que queria ter canal no YouTube. Sabia que tem muito preconceito, tem coisa errada nisso, exposição demais. Mas aí pensamos, conversamos e resolvi aceitar. Ficou combinado que eu administraria tudo. Para que ela não tivesse acesso a algumas coisas, como pedófilos que mandam mensagens. Mas eu blindo a Maria Júlia de todas as coisas ruins e seguimos levando'.

'Ela sempre quis ser modelo, atriz. Já fomos a diversas agências de modelo. Depois que começamos a ganhar sucesso nas redes sociais, o interesse das agências aumentou'|, conta Juliana', acrescentou.

Obstáculos e dificuldades de YouTuber Criança


Haters em canais infantis... eu realmente vivia em uma bolha antes de conversar com a Juliana:
Maju Condé e o irmão no canal infantil no YouTube KidsFoto: Reprodução/ YouTube

'O problema de privacidade que acontece é isso. Muitos adultos mandam mensagens absurdas, fotos absurdas. Mas só eu tenho a senha. Eu vejo tudo, apago tudo que tem que apagar e aí mostro pra ela o que pode mostrar (...) Também tem menininhas da mesma idade que ficam incomodadas com esse processo que dá certo, e aí tem muito xingamento. Apago tudo. Ela é só uma criança, então fico preocupada', contou.
'A principal dica é saber se você quer mesmo. Se a criança quer mesmo. Se é um sonho. Tem que arregaçar as mangas e correr atrás. Não pode ter preguiça. Não pode desistir. Lutar e seguir trabalhando (...) Vão receber muitas críticas, piadinhas. Não se deixe abalar'
, responde a Juliana
.

Ela também conta que tem estudado bastante. Não basta só gravar. Precisa conhecer as ferramentas onde está publicando. Todas as redes sociais têm algoritmos para melhorar engajamento. Instagram, Facebook, WhatsApp, Tik Tok, YouTube, tudo. E a nossa super mãe e professora mergulha neste tema. Os principais influenciadores que ela segue são os seguintes: Fernanda Souzae Paola Oliveira. 'Até brinco que sigo quase todos os artistas que existem no Brasil. Gosto de acompanhar o que estão fazendo. E me inspira, me ajuda na hora de fazer uma postagem, de criar o nosso conteúdo', explicou.

Caso youtuber Bel - Bel Para Meninas


Também quis saber a opinião da Juliana sobre o caso da youtuber Bel, do canal 'Bel Para Meninas'. A polêmica envolvendo a mãe, Fran. Vocês viram essa história? Se colocar na busca, há muitas notícias sobre esse caso. 'Confesso que não sabia muito sobre esse caso. Aqui em casa não assistimos esse canal, não seguimos a Bel. Dei uma pesquisada para te responder. Um pouco do que vi achei inadequado. Não sou ninguém para julgar ninguém. Mas vai contra meus princípios e valores. Não faria nada parecido'.
Maju Condé no YouTubeFoto: Reprodução/ YouTube

Retornos positivos para mãe e filha

Sobre feedback positivo, são vários. Mãe e filha comemoram cada comentário positivo, cada feedback, cada contato. 'Recebemos muitos feedbacks incríveis. Gosto muito do seu perfil, do seu canal. Quando estamos sobrecarregados, e ficamos distantes, muitas pessoas mandam mensagens, 'cadê vocês? Sumiram!' Isso acaba motivando. Porque dá trabalho, é cansativo, sou mãe de três, mas é uma delícia receber esse carinho. De pessoas do Brasil inteiro. O mais gostoso disso tudo é o carinho que recebemos das pessoas'.

Fica aqui meu agradecimento para Juliana e Maria Júlia, a Maju Condé. Virei seguidora e dessas que fica aplaudindo cada conteúdo que elas publicam. Principalmente agora que sei o trabalhão que isso dá, a dedicação que está por trás de cada post, de cada vídeo. Não é fácil. Mas com dedicação e paixão, tudo dá certo.

meu contatoé aline@ospaparazzi.com.br

Compartilhe com um amigo!
Publicado Por Aline Oliveira
Formada em Pedagogia, Aline Oliveira, atua como professora do ensino fundamental desde 2002. Da experiência da maternidade nasceu a paixão por escrever para mães. 'Paixão pela arte de educar. Paixão por aprender. Com amor, tudo fica mais leve.' Veja mais informações
Comentários